navios-da-disney

Disney Cruise Line é uma rede de transatlânticos que carregam toda magia Disney para o mar. Os navios são enormes, luxuosos e temáticos. Existem diversas atrações e shows. A presença de personagens é constante em todos os cantos do navio.

Mas por trás de toda a magia existem alguns problemas. Quando os navios entram no território das Bahamas todos os passageiros estão automaticamente fora da jurisdição dos Estados Unidos, tornando extremamente difícil descobrir o que acontece a bordo quando ocorre algum incidente ou crime.

navios-da-disney-1

Rebecca Coriam era uma funcionária da Disney que trabalhava no navio Disney Wonder.  No dia 22 de Março de 2011, ela simplesmente desapareceu, já na costa do México.

O fato só foi percebido pois Rebecca não apareceu para o início do seu turno. Ela foi vista pela última vez na sala da tripulação.

O sistema de segurança do navio registrou sua conversa por telefone em que aparentava alguma dificuldade emocional.

Seus pais afirmam que a Disney foi negligente em não ter alertado a Guarda Costeira logo após notarem seu desaparecimento. O único contato ocorreu após 05 horas com a Marinha do Mexico.

navios-da-disney-2

O caso continua sendo investigado, mas seu paradeiro ainda é desconhecido. Alguns membros da tripulação acreditam que Rebecca Coarim tenha se jogado no mar.

A família faz duras criticas sobre uma possível manipulação da Disney, acreditando que a empresa ocultou informações e provas para as autoridades.

Informações recentes relatam que ativistas e autoridades britânicas estão pedindo um novo inquérito. E desta vez com a suspeita que talvez Rebecca possa ter sido assassinada. Pois só agora foi relatado que seu cartão de crédito não estava entre os pertences pessoais e que foi utilizado depois de seu desaparecimento.


navios-da-disney-3

Em Agosto de 2013, um vídeo registrado pelas câmeras de vigilância de um navio da Disney veio à tona nos Estados Unidos. As imagens mostram um funcionário do navio se aproximando de uma criança e colocando as mãos em seu corpo dentro do elevador.

A vítima era uma menina brasileira de apenas 11 anos de idade.  O ataque aconteceu no momento em que a embarcação se preparava para partir de Port Canaveral, na Flórida, com destino às Bahamas.

A menina contou o que houve aos seus parentes que viajavam com ela minutos após o crime. A família procurou a segurança do navio que analisou as imagens do circuito interno. O agressor foi identificado, ele trabalhava como garçom no navio.  Segundo o relatório da empresa de cruzeiros, o homem teria acariciado o corpo da criança e beijado na boca.

O crime foi cometido em agosto de 2012, mas só se tornou público em 2013. Isso gerou várias várias críticas à Disney nos Estados Unidos, pois os tripulantes só avisaram as autoridades quando já haviam se passado 24 horas. Ele só foi interrogado quando o navio chegou às Bahamas e confessou o crime, mas acabou sendo liberado dois dias depois e pode voltar ao navio.

Como a embarcação ainda estava ancorada em Port Canaveral  no momento em que a família da vítima procurou a segurança, o correto seria ele ter sido detido pela polícia da Flórida onde o estado tem leis severas contra o abuso sexual.

Um porta-voz da Disney disse as emissoras de TV dos Estados Unidos que foram tomadas medidas apropriadas contra o funcionário. Ele também afirmou que os tripulantes só souberam do caso quando a embarcação já havia zarpado. De acordo com registros do próprio circuito interno de TV, o crime teria ocorrido as 14:54hs e a segurança tenha sido avisada às 15:22hs,enquanto que a partida foi as 17:02hs.  (fonte: em.com.br)

199 total views, 1 views today

Comentários

Sobre o autor

Criador e administrador do site Parques de Orlando. Desde 2012 informando diariamente as principais noticias sobre a cidade de Orlando e seus parques.